Moore Stephens moorestephens.com.br
Home Destaques / Notícias / Imprensa Moore Stephens completa 20 anos de Brasil prevendo desempenho mais forte para o triênio

Moore Stephens completa 20 anos de Brasil prevendo desempenho mais forte para o triênio

Moore Stephens completa 20 anos de Brasil prevendo desempenho mais forte para o triênio

Visando crescimento de 74%, empresa adota planejamento estratégico com foco em expansão territorial e de portfólio.

A Moore Stephens, uma das maiores redes de auditoria e consultoria do mundo, celebra 20 anos de atuação no Brasil, visando um crescimento de 74% para o próximo triênio, resultado de uma expansão geográfica baseada em fusões e aquisições e do fortalecimento de sua atuação através do desenvolvimento de novas áreas de serviço da rede internacional.

A história da Moore Stephens no Brasil começou em São Paulo, Capital, em 1997. Os sócios Edison Lima e Sérgio Lucchesi Filho, que já atendiam demandas de auditoria de renomadas empresas, perceberam a necessidade de promover uma expansão geográfica no país e de buscar uma marca internacional que respondesse, eficientemente, ao processo de globalização acentuado à época.

“Buscávamos uma rede global com cultura e valores sólidos, de trajetória consistente, para uma atuação integrada das suas firmas-membro. Encontramos a Moore Stephens, que atendia esses fatores e estava entre as 15 maiores do mundo”, declara Edison Lima.

Hoje, a marca é a número 11 do ranking mundial e está representada no Brasil por 15 escritórios e 380 profissionais, localizados nas principais cidades do país.

Além do aumento do faturamento e do número de staff, resultados naturais do crescimento, o principal ponto de atenção ao longo dos próximos anos será a disseminação de novas práticas, de forma a garantir a qualidade característica da Moore Stephens por toda a rede.

Segundo o diretor executivo da Moore Stephens no Brasil, Lorenzo Cuadros, suas principais ações são derivadas do planejamento estratégico definido até 2020. “As nossas ações estão direcionadas para um modelo de governança focado em disseminar conhecimento entre as firmas-membro, valorizar talentos e performances, centralizar processos de vendas e produzir ações de marketing em nível nacional”, explica.


Home
Voltar