A Moore Sthepens Auditores e Consultores é uma empresa especializada na prestação de serviços relacionados a Auditoria e a Consultoria nas áreas Contábil, Tributária, Financeira, Organizacional e de Tecnologia da Informação. O objetivo desse blog é compartilhar novidades, dicas e informações relacionadas a esse setor para profissionais e interessados no assunto.

As novas regras para o aviso prévio nas empresas

Por em 18 de novembro de 2011 em Administração | 4 comentários

No mercado de trabalho, todos que são contratados no regime de CLT (registrados em carteira) possuem benefícios e também deveres. Um dos deveres, o cumprimento do aviso prévio, sofreu mudanças que são de extrema importância tanto para as empresas como para os funcionários.

Como era antes - quando o trabalhador deixava o emprego por vontade própria, ele tinha que continuar trabalhando por 30 dias. Se não quisesse cumprir esse prazo, deveria ressarcir a empresa pelos mesmos 30 dias. Por outro lado, quando o empregado era demitido, a empresa tinha a obrigação de mantê-lo trabalhando por 30 dias ou liberá-lo, pagando pelo período não trabalhado. Essas regras valiam somente para o empregado contratado há, no mínimo, um ano.

Como é agora- com a nova Lei do aviso prévio, o trabalhador que tem um ano de emprego mantém os 30 dias, mas, para cada ano a mais de serviços prestados, o aviso prévio aumenta em três dias, podendo chegar até o limite de 90 dias. Para ter ou cumprir o aviso máximo, o funcionário terá de ser contratado há mais de 20 anos na empresa.

As mudanças geraram muitas opiniões diferentes de ambos os lados, em especial dos empregadores, que sofrem com altos encargos e indenizações relacionados diretamente com a folha de pagamento.

Para você, a mudança beneficia mais o empregado ou o empregador?

    4 Comentários

  1. isso ai ta muito errado… por nao aumentao nossos salario para termos pelomenos uma vida digna!!!
    essa lei ele nao aprovao , mas o salario deles eles acham pouco se tratando do senador e os politicos em geral.

    jucimario

    15 de dezembro de 2011

  2. o empregado

    novinho

    21 de dezembro de 2011

  3. Pra mim beneficia mais o Empregado se bem que fica uma situação chata pra ambos, uma vez que dificilmente um empregado vai trabalhar com a mesma vontade sabendo que vai ser demitido, e por outro lado a Empresa deve sentir o mesmo desconforto.

    Arimarcos Costa

    5 de janeiro de 2012

  4. Estamos vivendo uma outra época, tal lei não condiz com o momento atual para ambos os lados, que primeiramente hoje é muito improvável um funcionário ficar 20 Anos numa empresa e quando à insatisfação de alguma parte o melhor mesmo adiantar o processo.

    Adriana Leite

    21 de maio de 2012

Enviar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>